Piqueniques nas Vinhas: Vai uma escapadinha no fim-de-semana?


Piquenique nas vinhas

Portugal foi bafejado com uma tapete de vinhas capaz de fazer inveja a Baco e com o verão a impor-se em todo o seu esplendor, nada melhor do que conciliar os dias cálidos com uma escapadinha de fim-de-semana regada ao sabor dos mais saborosos vinhos nacionais. Nossa dica são os piqueniques nas vinhas.

Nos últimos anos, os produtores de vinho nacionais viram no enoturismo mais uma forma de valorizarem o seu património vitivinícola e começaram a preparar as suas quintas não só para acolherem turistas em busca de tranquilidade, como também para lhes proporcionar uma viagem pelo que de melhor as vinhas em Portugal têm a oferecer.

Entre estas iniciativas contam-se visitas a caves, passear de barco no Douro, provas de vinho e, inclusive piqueniques à sombra das próprias videiras.

Das treze regiões vitivinícolas e muitas propostas de enoturismo que estas comportam, escolhemos 5 quintas que lhe proporcionarão belos piqueniques em família ou a sós com a sua cara-metade entre as mais profícuas vinhas portuguesas. 

• Quinta da Pacheca, Lamego (Douro)

Se sempre sonhou dormir num barril de vinho e degustar alguns dos melhores vinhos do Douro num piquenique com vista privilegiada para as icónicas vinhas durienses, a Quinta da Pacheca em Lamego é o local ideal para si.

Esta emblemática quinta situada no concelho de Lamego não só lhe dá a oportunidade de dormir nas chamadas Wine Barrels, suítes em forma de barrica com uma claraboia que o deixa olhar para as estrelas, como também lhe permitirá participar nas vindimas e pisar uvas, fazer visitas guiadas e participar em provas de vinho que, caso o pretenda, podem decorrer durante um piquenique em plena natureza.

• Quinta do Bomfim, Pinhão (Douro)

É ainda pelo Douro, mais concretamente pelo Pinhão, que continuamos a nossa viagem. Na Quinta do Bomfim, os visitantes são convidados a percorrer um dos três percursos pela vinha, durante o qual podem desfrutar da vista inesquecível sobre o vale do Douro e, simultaneamente, aprenderem mais sobre o terroir (solo, clima, orografia e castas) da região.

Um dos pontos altos desta visita é, sem dúvida, o facto de o visitante poder conhecer a Coleção de Castas da Symington: um projeto de investigação que visa salvaguardar a diversidade genética das casas do Douro.

Além das caminhadas pelas vinhas e da passagem pelo Centro de Visitas, para o fim fica guardado um piquenique bem regado com o melhor vinho e algumas das melhores iguarias não só da região, como de todo o país.

• Quintas de Melgaço, Melgaço (Alto Minho)

Quando as vindimas deste ano se iniciarem, as Quintas de Melgaço, região vitivinícola onde o Alvarinho é rei, vai abrir pela primeira vez as portas ao enoturismo, com experiências de vindimas (25€). Vai poder conhecer todo o ciclo do vinho, desde o corte dos cachos, passando pela adega, onde vai observar o processo de vinificação e engarrafamento, e a prova de vinhos no final, harmonizada com produtos da região como os queijos, broa e enchidos.