Onde comer em Lisboa: Ramen Lovers.


Onde comer em Lisboa: Ramen
Onde comer em Lisboa: Ramen

Noodles, carne de porco, vaca ou peixe, vegetais, ovos e legumes dão corpo a um caldo consistente que tem ganho cada vez mais adeptos entre a movida lisboeta: o ramen. Fizemos uma pequena lista de onde comer em Lisboa.

À fortaleza da sua consistência e delicadeza do sabor, o ramen japonês junta um papel importante na cura para constipações e serve malgas de conforto nos dias mais frios, o que aguça, ainda mais, o apetite de um povo amante de caldos como o português.

Já diz o ditado, “cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém” e o ramen, ex-libris da comida japonesa, é a prova viva vinda do Oriente que o comprova.

Se já está a salivar, fique com alguns dos melhores restaurantes em Lisboa onde poderá degustar esta iguaria.

Dicas de Restaurantes | Onde comer em Lisboa.

• Afuri (Chiado)

Fundada em 2001, no Japão, a Afuri iniciou a sua expansão para Ocidente em Lisboa. A pièce de résistance deste restaurante é o ramne, mas um ramen que se diferencia dos demais por ser mais leve, fresco e delicado.

Este efeito é obtido através da utilização do yuzu, pequena futa amarela de origem asiática que serve de base ao prato yuzu ratan (14€). Caso prefira um ramen mais pujante, a Afuri tem na sua carta o tonkotsu shio ramen (12€), feita de um caldo potente, com a tradicional barriga de porco no topo, mais rebentos de soja, óleo de alho preto, cebolo, picles de gengibre e ovo. 

Morada: Rua Paiva de Andrada 7-13 – Chiado

Koppu – Ramen Concept Food (Príncipe Real)

Como não podia deixar de ser, o ramen é a estrela deste restaurante nascido no Príncipe Real. O cardápio é extenso e incorpora dez tipos de ramen entre os quais se contam o tonkotsu, com um caldo especial de 16 horas (14,50€), o tan tan tamen de galinha (12,50€), o shio ramen chashu de galinha (11,50€) e versões vegetarianas do shoyo ramen e do miso ramen (12€).

A extensa lista não está terminada sem que se fale dos dois tsukemen, sem caldo: o tan men (12,50€) e o tsukemen de galinha ou porco (15,50€).

Qualquer que seja a sua escolha, o Koppu dá-lhe a hipótese de pedir mais massa, mais caldo, mais ovo marinado ou mais cogumelos shiitake, por exemplo.

Se não quiser sair de casa, o Koppu leva o seu ramen preferido a casa.

Morada: Rua do Salitre 131 A.

Kokoro Ramen Bar (Arroios)

Se procura simplicidade, então está a dever uma visita ao Kokoro Ramen Bar em Arroios. Os preços variam entre os 7€ e os 8,50€ para um menu que apresenta três saborosas opções pontuadas por massas sempre frescas e ingredientes de excelência: o shoyu (com frango), o tonkotsu (com entremeada) e o vegetariano.

Morada: Avenida Rovisco Pais, 30ª, Arroios.

• Yimian Yuan Ramen (junto à Avenida Almirante Reis)

O segredo do ramen do Yimian Yuan Ramen está na massa. Sempre fresca, feita e amassada na hora em frente aos clientes, a massa que são, a par da carne, um dos principais ingredientes do ramen e tornam uma visita a este restaurante obrigatória.

Se, após o ramen, o seu estomago ainda tiver um espaço livre, pode sempre apostar na salada de massa especial à casa, massa de carne de porco picada à casa ou na massa de carne de vaca com piripiri, mas atenção, as doses são bem generosas.

Morada: Rua Francisco Sanches, 35/37

Bonsai (Bairro Alto)

Escondido numa casa simples na Rua da Rosa no Bairro Ato encontra-se um dos decanos do ritual do ramen em Lisboa: o Bonsai.

Toda a massa, não só a do ramen, como a udon e a soba, são importadas do Japão, mas é preciso estar atento aos dias em que o famoso prato japonês é servido: o ramen só chega às malgas de duas em duas semanas, em dois sábados de cada mês.

Neste restaurante a nouvelle cousine não entra, todos os pratos são confecionados segundo a tradição japonesa.

Morada: Rua da Rosa 248 Bairro Alto.