O novo brunch de Lisboa onde bebe vinho em vez de sumo de laranja

O Terroir, o recente atelier gastronómico da cidade, vai passar a ter um pequeno-almoço tardio aos domingos.


O sumo de laranja, com outras frutas e até variedades detox, são opções quase sempre garantidas em qualquer serviço de brunch. No mais recente pequeno-almoço tardio de Lisboa devem ser deixadas de lado, já que os vinhos são a melhor escolha que deve fazer. O Terroir, o recente atelier gastronómico da Baixa da cidade, abriu em setembro e vai passar a ter um menu especial aos domingos.

É um brunch vínico, como é chamado, onde o pairing dos vários pratos criativos, pensados pelo chef Miguel Vaz, será feito todas as semanas com um produtor diferente. O pequeno-almoço arranca este domingo, 11 de outubro, com referências do Monte Cascais. Serão servidos o Reserva Bruto Távora Varosa, o Reserva Douro Branco 2017 e o Cabo da Roca Syrah 2016.

A cada semana muda o produtor, mas a lógica dos vinhos será sempre a mesma, com um espumante, um branco e um tinto. Esta opção custa 28€. Há ainda uma versão a 35€ por pessoa, com cocktails à base de vinho, e uma sem álcool (25€).

A acompanhar os vinhos estão cinco momentos de comida inspirados nas clássicas sugestões de brunch. Os pratos também mudam todas as semanas, mas poderá encontrar propostas como ovo ou bola de Berlim, sempre desconstruídas e criadas por Miguel Vaz. Aos domingos, é apenas com brunch que o Terroir passa a abrir, entre as 13 e as 19 horas.

Miguel Vaz já foi chef executivo do Bairro do Avillez e passou por projetos como Lapa Palace, o The Oitavos, o 100 Maneiras, a Fortaleza do Guincho ou a Herdade do Esporão. Neste restaurante, a ideia é que o cliente construa a própria refeição de partilha com as várias propostas ou então deixar-se guiar pelos menus de degustação que foram criados. Tem a versão de seis momentos, por 27€, ou o de nove, por 35€ por pessoa, para escolher durante os restantes dias.

A batata doce com leguminosas e trufa (3,50€), a bola de Berlim de bacalhau (4,50€), a paleta de guacamole (3,50€) e as ostras com dashi e coco (3,50€) são algumas das sugestões. O espaço conta com a consultoria do sommelier Rodolfo Tristão.

Da decoração faz parte uma obra de Martinho Pita junto ao espelho, as peças de Daniela Rodrigue, e até um candeeiro nuvem da Luxedesign que foi desenhado por Miguel Arruda.O Terroir fica na Rua dos Fanqueiros.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua dos Fanqueiros, 186, 1100-232 Lisboa
    1100-232  Lisboa
  • HORÁRIO
  • Brunch — domingos das: 13:00
  • Às: 19:00

PREÇO MÉDIO
Entre 20€ e 30€